Muitas pessoas me perguntam se as certificações na área de TI são realmente necessárias e que benefício elas trazem para quem as consegue.

Pessoalmente, ao analisar um curriculum ou conversar com um candidato potencial para alguma posição que eu esteja recrutando dificilmente dou vantagem ou desvantagem para um candidato por ele ter ou não certificações. Infelizmente, muitas profissionais de recursos humanos com menos experiência simplesmente “passa batido” por bons curriculums se este não trazem em letras garrafais os PMP ou MBA que as descrições das vagas para as quais estão recrutando requerem.

Muitos excelentes gerentes de projeto que conheço, não tiveram tempo, paciência ou mesmo vontade de buscar a certificação do PMI  e isso não os faz piores gerentes ou menos conhecedores de metodologias de gestão de projeto.

Então, por que buscar uma certificação dessas ? Em minha opinião, por duas razoes simples: primeira, por ter uma “evidencia física” e certificada dos seus conhecimentos, geralmente TEÓRICOS, de determinado assunto ou tema (Gestão de Projetos, Análise de Negócios, Scrum, ITIL…) e a segunda, poder usar essa evidencia física quando a recrutadora ou empresa solicita-la.

O ponto que me incomoda geralmente, ao conversar sobre certificações, é que acredito que hoje existe uma indústria demasiadamente grande que outorga essas certificações para qualquer pessoa que tenha um pouco de inteligencia e tempo para estudar. Conheci já recém-saídos de universidades que ostentavam os famosos PMP ou ITIL, sem nunca haver tido uma experiência consistente gerenciando projetos (agora os defensores vão dizer que estou exagerando e alguém sem experiência dentro dos requisitos do PMI não consegue comprovar as horas em projetos. Haha, ok, estamos no Brasil, onde conseguir uma referencia com o vizinho é facílimo).

Enfim, o ponto é na minha opinião bastante controvertido e existem pessoas que se beneficiam muito ao estudar para atingir essas certificações, o ponto é que a reciclagem e o estudo devem ser processos incrementais e constantes na carreira de qualquer profissional, e não necessariamente um pedaço de papel emitido por um grupo que não é educacional por natureza vai realmente “certificar” que você domina determinado tema ou não.

Anúncios